Seja bem vindo!

sábado, 26 de março de 2011

Projeto sobre a dengue realizado na escola

ESCOLA ARCO-ÍRIS - Março de 2011.
Lagoa Grande. Vermelhos - PE.
Idealizador: Geovani J. Gonçalves.


Projeto Didático: "Agentes conscientes em combate à dengue”



Escolhemos a proposta da sócio-retórica para aplicação do projeto didático. Para a perspectiva dessa escola, o estudo da ação genérica deve ser feito tendo como ponto inicial a caracterização da ação social. Por isso, a escolha da temática “Agentes conscientes em combate à dengue”, que prevê a mobilização de saberes recorrentes na comunidade local sobre a importância de divulgação de informações para realização de ações de prevenção contra a dengue.

Os gêneros textuais/discursivos são uma ferramenta indispensável para construção dos sentidos pretendidos nas atividades linguageiras, pois direcionam de modo interativo as tarefas necessárias a sua realização. Conforme Lopes-Rossi (2008:62), o estudo com gêneros pode possibilitar autonomia do aluno na hora de ler e produzir textos. Para a autora, “Cabe ao professor, portanto, criar condições para que os alunos possam apropriar-se de características discursivas e linguísticas de gêneros diversos, em situações de comunicação real.” Os projetos pedagógicos são citados pela autora como meio eficaz de realização dessa tarefa.

Compreendidos como gêneros que se utilizam de meios de divulgação em massa, a propaganda, o slogan, a reportagem, a notícia, a entrevista são ferramentas de grande alcance social. A proposta do estudo desses gêneros mostra-se importante, pois visa construir uma visão crítica e criativa dessas manifestações comunicativas. Procuraremos diferenciar propaganda e publicidade como duas formas distintas e pertencentes a um conjunto de gêneros do campo discursivo midiático de massa, analisar também a construção da reportagem, de notícias, slogans e outros gêneros que se fizerem necessários. Apresentaremos os suportes onde esses gêneros podem se manifestar, a fim de verificar as possíveis interferências do suporte na materialização genérica. Observando também uma possível estrutura básica da concretização do gênero, construída a partir de um movimento retórico resultado de propósitos comunicativos definidos socialmente.

Escolhemos a temática da dengue, pois apesar das muitas campanhas sobre a questão em nosso país, os números apresentados sobre a infestação do mosquito e de pessoas acometidas com a doença parecem demonstrar que ainda não há um nível ideal de conscientização da população para prevenção desse mal.

A atividade será realizada de modo interdisciplinar com as disciplinas: Língua Portuguesa, Ciências e Matemática.


Objetivo Geral

Construir uma consciência crítica e criativa em relação ao gênero textual, utilizando-se da temática da dengue na comunidade local e produzindo textos de diversos gêneros que ajudarão a configurar a ação comunicativa.


Objetivos Específicos

-Ler textos de gêneros diversos relacionados ao texto publicitário e à temática da dengue;

-Conhecer a realidade da saúde no município e no estado em relação à dengue;

-Conhecer e discutir os modos de produção do gênero (Quem escreve o texto? Para quem é escrito? Com que propósito(s) é escrito? Quando? Em que condições o texto circulará na comunidade?);

-Diferenciar suporte e gênero, para que se verifique o quanto o suporte pode interferir na realização da concretização do texto;

-Construir gráficos e legendas com as pesquisas realizadas pelos alunos;

-Produzir cartazes com propagandas visando à conscientização da comunidade escolar sobre a temática escolhida pelo grupo, para veiculação em local público;

-Produzir reportagem e outros gêneros com a temática do projeto.


Metodologia

Conforme a perspectiva da sócio-retórica, os gêneros fazem parte de campos discursivos distintos que organizam um sistema de gêneros para realização de um sistema de atividades. Por fazer parte de um conjunto de gêneros e de um sistema de atividades, é inviável o trabalho com um gênero em sala de aula sem a utilização de outros gêneros. É o que se verifica na atividade proposta a seguir, onde vários gêneros são exigidos para realização da tarefa didática.


1º Encontro- Iniciar a aula com questionamentos ( diagnóstico)

Para que utilizamos a leitura de diversos gêneros textuais?

O que pode ser lido?

O que cada um de vocês costuma ler?

Vocês vêem propagandas, reportagens, slogans, notícias etc.? Quando? Onde?

- Com este primeiro encontro, procuraremos enfatizar os pontos importantes e a finalidade dos gêneros propostos.


2º Encontro - Leituras e discussão de textos sobre a dengue;


3º Encontro – Produções de textos sobre a dengue;


4º Encontro - Palestra com funcionário da Secretaria de Saúde Municipal ou Estadual com veiculação de vídeo sobre a dengue;


5º Encontro - Pesquisa realizada pelos alunos sobre a temática:

Dividir a turma em equipes para realização da pesquisa;

Equipe 1. Questionário para verificar o número médio de pessoas da comunidade que acreditam ter sido vítimas da doença;

Equipe 2. Visita aos postos de saúde para coletar dados sobre o número de pessoas acometidas pela dengue – casos confirmados e suspeitos.

Equipe 3. Entrevista com pessoa da comunidade que já foi acometida pela dengue (A equipe deve criar o questionário orientado pelo professor);

Equipe 4 – Fotografar os possíveis focos da dengue, encontrados na comunidade e também a forma correta em que cada situação deveria se encontrar para não acontecer a proliferação da larva.

Todas as equipes: Construção de gráficos com legendas sobre os dados coletados;

6º Encontro - Socialização das pesquisas;


7º Encontro – Leitura e produção de propagandas impressas, reportagens, notícias, slogans e outros gêneros discursivos;

-Discussão sobre as características dos gêneros em estudo;


8º Encontro - Planejamento da produção:

-Produzir texto e utilizar as imagens (fotografias tiradas) – Propaganda, reportagem, notícia;

- Estar bem atento a estas questões: elaboração da propaganda, da reportagem, slogan etc., do que se tratam, a que público se referem, onde serão publicados e qual a principal finalidade deles.

-Correção e reprodução do texto;

-Apreciação da produção final.


9º Encontro- Culminância do projeto

-Divulgação das produções em local público (exposição na escola e panfletagem na comunidade);

-Orientar a comunidade acerca do perigo da DENGUE (Prevenção), utilizando os textos produzidos.


Material utilizado

Recursos humanos, Data show, computador, textos de diversos gêneros, máquina fotográfica digital, TV, DVD, cartolina, lápis de cor, pincel atômico de várias cores, régua, transferidor.


Público-Alvo

Toda a comunidade escolar.


Período de realização do projeto didático

Meses de março e abril de 2011.

Avaliação

Processual.

Escrita e oral.

Participação e interesse


Textos para leitura e discussão:

Pernambuco: 400% a mais de casos de dengue. Disponível em:

http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2010/07/13/pernambuco-400-mais-de-casos-de-dengue-307705.asp. Acessado em: 25 de dezembro de 2010.

Casos de dengue aumentam 321,82% em Pernambuco. Disponível em: http://jc.uol.com.br/canal/cotidiano/saude/noticia/2010/06/16/casos-de-dengue-aumentam-32182_porcento-em-pernambuco-225601.php. Acessado em 25 de dezembro de 2010.

Cinco cidades de Pernambuco têm risco de surto de dengue. Disponível em: http://casasaudavel.com.br/2010/11/12/cinco-cidades-de-pernambuco-tem-risco-de-surto-de-dengue/. Acessado em: 25 de dezembro de 2010.

Noticiário/vídeo: 1º Bloco
Casos de dengue em Pernambuco aumentaram quase 600% em 2010. Disponível em: http://pe360graus.globo.com/videos/cidades/saude/2010/11/28/VID,19342,4,62,VIDEOS,879-1O-BLOCO-CASOS-DENGUE-PERNAMBUCO-AUMENTARAM-QUASE-600-2010.aspx. Acessado em 25 de dezembro de 2010.

Dengue; a batalha contra pernilongos. Disponível em: http://chc.cienciahoje.uol.com.br/noticias/corpo-humano-e-saude/dengue-a-batalha-contra-os-pernilongos. Acessado em: 25 de dezembro de 2010.


Referência:

LOPES-ROSSI, Maria Aparecida Garcia. Gêneros discursivos no ensino de leitura e produção de textos. In: Gêneros textuais: reflexões e ensino. KARWOSKI, Acir Mário. GAYDECZKA, Beatriz. BRITO, Karim Siebeneicher (org.). – 3ª ed. rev. – Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008, p. 61-72.

Nenhum comentário:

Postar um comentário